Capítulo Dois

[MOMENTO HISTÓRICO]

Autores do RN representaram o Brasil na Feira Internacional do Livro de Havana

O FLIVIVO faz o resgate dessas realizações seriadas, em 2017, 2018 e 2019, empreendidas por artistas, escritores e professores potiguares, que resultaram em marcantes presenças internacionais, especificamente na capital cubana.

Feitos históricos para a literatura potiguar. Em três edições, após verdadeiras sagas, comitivas de autores norte-rio-grandenses conseguiram viabilizar participação na Feira Internacional do Livro de Havana, Cuba.

Nada de embargos, mas intercâmbio literário entre a capital cubana e Natal.

E, não bastasse, foram lançadas obras literárias comemorativas, expressivas representações de autores potiguares, de gêneros e épocas distintas.

Com muita vontade, persistência, e alguma dose de sorte, os potiguares conseguiram viabilizar a participação. Foram dezenas de contatos com instituições cubanas. Universidade de Havana, Câmara Cubana do Livro, Governo Cubano. Começamos em março de 2016.

Aliados importantes, como o Fórum Potiguar do Livro e da Leitura (FLEB), que passou a agregar novas colaborações. Olavo Queiroz, da Casa de Amizade Brasil/Cuba, foi o responsável pela abertura de contatos e portas. Seguiram-se o Consulado de Cuba, em Salvador; a Frente do Livro e da Leitura no Senado (representada, na oportunidade de 2017 pela então senadora Fátima Bezerra) que envolveu a Embaixada de Cuba, em Brasília.

Apenas em 2017, na primeira carvana, agregou-se a Embaixada Brasileira em Cuba, que nos forneceu o stand de 25 m2, com toda a estrutura.
Instituições locais, como o SEBRAE-RN e a Fundação José Augusto também apoiaram de forma institucional, mesmo que sem aporte de recursos.

Enfim, uma longa história, que será contada pelos seus protagonistas...

Imperdível momento do Festival.

- 9 -

  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon